Deus é o criador da luz. Ele criou o sol, a lua e as estrelas. A flor que desabrocha, a árvore que cresce, o nascer do sol e o seu ocaso são todos tributos à luz de Deus. “E esta é a mensagem que dele ouvimos, e vos anunciamos: que Deus é luz, e não há nele trevas nenhumas” (1 João 1:5). O homem depravado perdeu a visão da luz de Deus quando pecou no jardim do Éden.

<--break->

Há apenas uma maneira de nos aproximarmos de Deus. Temos que reconhecer que somos pecadores e necessitados de um Salvador. “Se dissermos que não temos pecado, enganamo-nos a nós mesmos” (v. 8). Quando reconhecemos que somos pecadores, Deus “é fiel e justo para nos perdoar os pecados” (v. 9). É por causa do sangue expiador de Jesus que Deus nos enche de luz.

1 João 1:7 nos instrui a andarmos na luz. Com a luz do Espírito de Deus nos iluminando, podemos compreender os ensinamentos de Jesus.

Como mantemos esta luz no coração? Sendo filhos da luz, confessamos os nossos pecados assim que sentimos condenação. Não fazemos desculpas ou justificativas. Ficamos totalmente abertos perante Deus. Quando a sua luz ilumina o coração, não abrigamos mais atitudes indevidas uns para com os outros. Quando andamos na luz, “temos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus Cristo, seu Filho, nos purifica de todo o pecado” (v. 7.)