Há muitos anos, este mundo não existia.

Não havia peixes.

Não havia estrelas no céu.

Não havia mares.

Não havia belas flores.

Não havia nada. Estava tudo escuro.

Mas Deus já existia. Sim, o mesmo Deus que hoje ouve as nossas orações.

Deus tinha um plano maravilhoso. Em sua mente, ele via um lindo mundo. Enquanto pensava, foi criando aquilo que via. Fez tudo do nada. Sempre que Deus queria criar alguma coisa, simplesmente dizia, “Faça-se isto ou aquilo”, e no mesmo instante era isto que acontecia!

<--break->

  Ele criou a luz; ele criou os rios e os mares, as plantas que cobrem a terra, os animais, os pássaros e as árvores.

A última coisa que ele criou foi o homem — e depois a mulher que seria a sua esposa. Seus nomes eram Adão e Eva.

Deus amava muito a Adão e Eva. Todos os dias, à tardezinha, ele lhes fazia uma visita no belo jardim onde moravam.

Eles cuidavam deste jardim onde tudo era per­feito. Deus lhes disse que podiam comer das frutas de todas as árvores — menos uma — que tinha a fruta proibida.

Adão e Eva eram muito felizes até um dia quando Satanás, o inimigo de Deus, veio para lhes tentar. Contou uma mentira e Adão e Eva acre­ditaram no que ele disse. Resolveram experimentar a fruta proibida. Isto era pecado — o primeiro pecado! Pela primeira vez em suas vidas, sentiram vergonha e tristeza.

Agora não podiam conversar com Deus como antes. Deste dia em diante iriam sofrer doenças e ter problemas. E no fim teriam que morrer. Adão e Eva ficaram muito tristes de terem pecado.

Mas Deus não se esqueceu deles. Prometeu ajudar: “Quando chegar a hora certa, vou mandar meu Filho Jesus ao mundo. Ele virá de seu lar no céu. Ele vai perdoar todos os seus pecados. Mas para fazer isto, terá que sofrer e morrer por vocês.” Como Adão e Eva ficaram felizes ao saber que Deus mandaria o Salvador para perdoar seus pecados!

Adão e Eva tiveram filhos e netos. Sua família foi só crescendo, até haver muita gente no mundo.

Deus queria que todos fossem felizes. Ele explicou para o povo como viver. Estas são algumas das regras que ele deu às pessoas:

1) Não terás outros deuses diante de mim.

2) Não farás para ti imagem de escultura.

3) Não tomarás o nome do Senhor teu Deus em vão.

4) Lembra-te do dia do sábado, para o santificar.

5) Honra a teu pai e a tua mãe.

6) Não matarás.

7) Não adulterarás.

8) Não furtarás.

9) Não dirás falso testemunho contra o teu próximo.

10) Não cobiçarás a casa do teu próximo, não cobiçarás a mulher do teu próximo, nem o seu escravo, nem a sua escrava, nem o seu boi, nem o seu jumento, nem coisa alguma do teu próximo.

Podemos ler todas estas regras na Bíblia. Se obedecermos ao que está escrito na Bíblia, seremos felizes. Satanás não quer que obedeçamos ao que está escrito na Bíblia. Às vezes, quando não tem ninguém por perto, ele nos manda roubar alguma coisa. Mas Deus sabe se roubamos. Ele vê tudo.

É possível que Satanás peça que contemos uma mentira. Ele nos diz que ninguém vai ficar sabendo. Mas Deus sabe se mentimos. Ele ouve tudo que falamos. Quando fazemos coisas erradas assim, alguma coisa nos dói por dentro. Deus nos ama e quer nos ajudar a ser bons. É por isso que mandou Jesus a este mundo. Deus não se esqueceu da promessa que fez no início, pois muitos anos depois ele mandou seu Filho Jesus a este mundo. Ele veio como um nenê, depois cresceu e virou Homem.

Ele fez muitas coisas maravilhosas. Curava os doentes. Fazia com que os cegos enxergassem. Ele abençoava as crianças.

Jesus nunca fez nada de errado. Ele falava ao povo sobre Deus e como sempre obedecê-lo.

Um dia os inimigos de Jesus o cravaram numa cruz, onde morreu.

Ele sofreu e morreu pelos pecados de todo o mundo, mesmo pelos pecados da­queles homens maus que o cravaram na cruz.

Depois de morto, Jesus foi sepultado. Mas aí aconteceu uma coisa muito bonita. Ele ficou na sepultura pouco tempo e depois tornou a viver!

Depois de uns poucos dias, Deus levou Jesus para o céu numa nuvem. Um anjo apareceu e disse a seus amigos que estavam presentes naquela hora, que algum dia ele voltaria novamente.

Jesus morreu pelos nossos pecados também. Quer que sintamos tristeza pelos pecados e os confessemos. Ele está espe­rando para nos perdoar.

Podemos orar a Deus na hora que quisermos. Ele ouve todas as nossas palavras e conhece todos os nossos pensamentos. Quando ele perdoa nossos pecados, isto nos deixa muito felizes. Aí procuramos fazer o que é certo. Procuramos ser bondosos.

Se escolhermos desobedecer a Deus e seguir Satanás, que é o diabo, este inimigo vai nos arrastar até o inferno quando morrermos. O inferno é um lugar de fogo que nunca se apaga.

Mas se amarmos e obedecermos a Jesus, ele nos levará para o céu quando ele voltar. O céu é o lindo lugar onde Deus e seu Filho Jesus moram. É um lugar de amor e luz. No céu seremos felizes para todo o sempre.

Publicado pela Igreja de Deus em Cristo - Menonita